|

segunda-feira, janeiro 24, 2005

Santana alarve, octogenários selectos

Do Bloguítica: "Pedro Santana Lopes acusou o Presidente da República de falta de coerência. Afinal, Jorge Sampaio preocupou-se com a interrupção da intervenção de Marcelo Rebelo de Sousa na TVI e não se preocupa com a recusa de José Sócrates em participar nos debates que Santana Lopes pretende.
Espantoso. O nível de demagogia, a falta de sentido de Estado e, sobretudo, o desnorte estratégico é inacreditável.
Continuidade ou mudança?
P.S. -- Ler "O 'Ze Maria'", in Portugal dos Pequeninos."

Fui ver, e encontrei no Portugal dos Pequeninos: "...Almeida Santos. Perguntado acerca do que é que andava a ler, Almeida Santos falou em ensaios, "muitos". Disse que já não tinha tempo para ler "romances" e do que mais precisava era de "ideias". Isto vindo de uma respeitável figura na orla dos oitenta, teve graça. [...] também Eduardo Lourenço, aos 81 anos, explicou lenta e serenamente a "vantagem" do pensamento. [...] Santana Lopes, que alarvemente gozou com as "velhas fronteiras", o que é que ele tem para nos oferecer em troca. Os fadistas do PPM? Os sempre estimulantes António Calvário, Artur Garcia ou Maria José Valério? Já percebemos que Lopes não vai resistir à sarjeta nesta campanha eleitoral."

Mas será que o Santana não pode espernear por um debate com Sócrates? O presidente, de facto, recebeu Marcelo. Chocaria se ele, em nome da abertura informativa, promovesse uma campanha eleitoral com debates entre os principais candidatos? Não compreendo como se pode catalogar este pedido enfático de um debate de "demagógico", "desnorteado", "sem sentido de estado".

Almeida Santos e Eduardo Lourenço são velhinhos simpáticos, intelectuais.
Santana é alarve, vai arrastar para a sarjeta... que raio de linguagem!

Neste blog simpatizamos muito com
António Calvário, Artur Garcia e Maria José Valério, (qualquer dia colocamos a Oração ou o hino do SCP em música de fundo...). São artistas populares, bem sabemos, mas óptimos! Foi triste a utilização dos seus nomes neste contexto.

Nunca se deve subestimar um adversário fraco, mesmo quando se sabe que ele é fraco.
Os ataques ao Santana, por estarem na moda, são, muitas vezes, desprovidos de categoria. É um erro!

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home


Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com