|

quinta-feira, janeiro 05, 2006

Educação!?

José Dias Urbano no Público de hoje:

De facto, ano após ano, ignorámos os sinais das mudanças que se iam verificando nas sociedades que pretendíamos emular. Em vez de fazer como elas, investindo na educação, na ciência, na organização e na inovação tecnológica, gastámos fartamente no consumo e na deseducação. Aos desafios civilizacionais, em permanente mutação, respondemos com ideologias românticas, importadas fora de prazo.
O Manifesto para a Educação da República, dirigido em 2002 ao Presidente da República, alertou para o facto de não estarmos a proporcionar aos nossos jovens as ferramentas intelectuais adequadas à idade em que vivemos. Contudo, um assessor da Presidência apressou-se a criticá-lo, afirmando que o Presidente "não tem uma visão catastrofista da educação em Portugal".

[...]

o Estado português exige, e muito bem, que o exercício de certas profissões fique ao alcance apenas de quem adquire formação científica apropriada. A formação científica exigida para o exercício das profissões de maior responsabilidade social adquire-se nas universidades. Ora, mal ultrapassam a porta da universidade, os estudantes começam governá-la em paridade com os professores! Isto, que não lembraria ao diabo, é imposto pela Assembleia da República na mesma lei em que impõe que os reitores sejam eleitos por assembleias constituídas maioritariamente por estudantes e funcionários! Assim, o governo das instituições, a quem cabe gerir a ciência nas fronteiras do conhecimento, está, "democraticamente", entregue a quem a desconhece!


[...]

a ciência e a cultura científica foram, ao longo de trinta anos, desvalorizados por uma ideologia disparatada que tem resistido a todos os apelos do espírito e da razão. Essa ideologia assenta em pressupostos absurdos, entre os quais destaco os seguintes: os estudantes não devem ser confrontados com desafios intelectuais, porque isso pode danificar irrepararavelmente a sua auto-estima; mais do que aprender, é preciso aprender a aprender; uma boa prática pedagógica permite, a quem desconhece uma ciência, ensiná-la a quem não a quer aprender! Até quando será possível continuar neste caminho de deseducação?

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home


Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com